Cartas de amor levaram Lamartine Babo à Boa Esperança

O carioca Lamartine Babo, compositor de tantas marchinhas de carnaval, é considerado um dos maiores expoentes da música popular brasileira. É autor de hinos de clubes de futebol, como o do Flamengo, Vasco e Botafogo, além da célebre canção “Serra de Boa Esperança”, que tornou a cidade sul mineira conhecida em todo o país.
A história dessa música surgiu na década de 30, quando Lamartine passou a receber cartas de uma pessoa que se identificava como Nadir e dizia ser sua fã. Um dia ele foi até Boa Esperança para conhecer a suposta enamorada e descobriu que ela não existia. Na verdade que se correspondia com ele era Carlos Neto, morador de Boa Esperança.
Segundo relatos da história, Lamartine teria se divertido com a situação e os dois passaram a ser amigos e a frequentar a cidade. Lamartine teria ficado 20 dias em Boa Esperança e foi aí que surgiu a canção para a cidade.
Lamartine morreu em junho de 63, mas se tornou um ilustre cidadão de Boa Esperança. Uma sala na Casa da Cultura guarda relatos, fotos, cartas e partituras do compositor. E as homenagens não param por aí, uma rua recebeu o nome do músico e um monumento em forma de um violão foi construído em 1969 em reverência ao compositor, este foi tombado como patrimônio histórico da cidade em 97. Ele ainda inspirou o nome do troféu do Festival Nacional da Canção, que leva o nome Lamartine Babo desde sua criação.

História de amor de Lamartine Babo em Boa EsperançaAcompanhe.:

Publicado por TV Alterosa – Sul de Minas em Terça, 7 de abril de 2015

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *